Fórum Intersindical Saúde-Trabalho-Direito é instalado na Paraíba

 

No dia 30 de abril de 2016, no Auditório do Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações do Estado da Paraíba (SINTTEL-PB), sediado na Rua Rodrigues de Aquino, 250, Centro – município de João Pessoa/PB. Foi instaurado o FÓRUM INTERSINDICAL SAÚDE-TRABALHO-DIREITO: Formação para Ação em Saúde do Trabalhador do Estado da Paraíba.

Na oportunidade contamos com a presença da Sra. Celeida Maria de Barros França Soares (Coordenadora do CEREST Estadual da Paraíba); o Sr Kleber José da Silva (Coordenador do CEREST Regional João Pessoa), representações da Universidade Estadual da Paraíba, dirigentes sindicais e de Centrais Sindicais entre outras instituições. Contamos também com a honrosa presença da Coordenação do Fórum Intersindical do Estado do Rio de Janeiro, o Prof. Dr. Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos, Pesquisador do Núcleo de Direitos Humanos e Saúde /ENSP/FIOCRUZ; o Prof. Dr. Renato José Bonfatti (Pesquisador Colaborador do DIHS/ENSP/FIOCRUZ); a Sra Luciene de Aguiar Dias Barcelos Coutinho  (Mestre em Saúde Pública); a Sra. Jacqueline Wilhelm Caldas (Especialista em Direito Sanitário) e Ana Paula Menezes Bragança dos Santos, (Especialista Mediação de Conflitos), todos pesquisadores e colaboradores do DIHS/ENSP/FIOCRUZ.

Fórum Intersindical é um espaço de articulação, inclusão e formação para exercer a indignação e instrumentalizar teoricamente a luta política pela saúde do trabalhador. Assim, o Fórum configura-se como uma iniciativa plural, que somente é capaz de ser instalado com a participação de diversas entidades (sindicatos da região, os Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Estadual e regionais, Ministério Público do Trabalho, as universidades públicas locais, entre outras. Dentre os Objetivos do Fórum destaca-se: (1) Possibilitar a articulação entre as instâncias públicas que têm como missão a defesa da saúde do trabalhador e os trabalhadores e suas representações; (2) Fomentar a participação dos trabalhadores e demais instâncias do SUS na Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat); (3) Capacitar representantes dos trabalhadores, das instituições públicas de vigilância, acadêmicas e outras com interesse para a Visat, especialmente nos componentes da informação e da intervenção sobre os processos e ambientes de trabalho; (4) Criar mecanismos de qualificação para a ação de Visat; (5) Estimular a integração entre as diversas instâncias participativas para o aprimoramento da governança da saúde do trabalhador na região.

 

Segundo o Prof. Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos "o Fórum Intersindical (FI) objetiva criar espaços de formação de conhecimento capazes de qualificar a intervenção sanitária de saúde pública pela via do Sistema Único de Saúde." E acrescentou: O FI configura-se também como um espaço de resistência política".